terça-feira, 8 de agosto de 2017

Prints: espera.jpg



Primeiro precisa esperar
ao menos seus pais partirem.
Depois, os filhos ficarem adultos.

Você vai acabar vivendo até o fim.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Prints: tempo.jpg

A ação já feita não volta
como não volta a vontade.

É triste que o tempo passe,
e talvez triste que exista
só o presente, que é tão não
o bastante quanto nós,
mas tão tudo quanto fomos
em nossos melhores dias.

Passado não é possível:
só nas pernas permanece
o percurso já pisado.
Um passo e já se desfez.

Futuro não é possível:
Apenas olhos fechados
não se perdem nas escolhas.
Uma vista e algo mudou.



Como é possível mudança.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Prints: água-viva.jpg

Mesmo esse tanto mínimo de vida
misturado ao sal das ondas inférteis,
quase dissolvido no mar que o cerca,
será, pra quem se aventura a nadar,
como um veneno que te queima a pele,

que te faz lembrar, devolvido à areia.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Prints: 2666.jpg

Depois do isolamento, no fim fica
(com todo impedimento e toda a zica)
a tese inexistente que me explica.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Prints: presa.jpg

Sou um cão que nunca late.

Só morde e é mordido

sábado, 25 de março de 2017

Prints: dissimulação.jpg

Poderia ter sido
numa festa qualquer.

Foi no rápido raio
da chuva de verão.

Às vezes a verdade
só existe no deslize,
numa audácia do acaso.

E agora você sabe.

Algumas pessoas esperam
com as mãos geladas, mas outras

conseguem tê-las sempre quentes.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Prints: eros.jpg

De novo a benção de um deus cruel
será demais pra um cara como eu.
Olhos que lambem minha mente burra,
Desejo, eu curto a luta, não a surra.

Picante, doce, amargo, azedo, (azar!)
por entre as coisas ditas sem pensar
e pela tão pensada nunca dita

me perco, a hora passa, isso me frita.